: Nessie @ 18:14

Seg, 31/08/09

Hey there!

Voltei já no Sábado de manhã, mas não tenho tido tempo para o blog.

 

Simplesmente amei a [curta] estadia em NYC! Sempre que lá estou sinto-me bem, sinto-me no meu meio... é simplesmente deslumbrante.

 

Ser filha do "Sr. Comandante" tem as suas vantagens: as passagens são bastante mais baratas, embora não nos sejam atribuidos lugares no avião. Ou seja, ficamos com os lugares que sobrarem; se o voo for cheio, temos de ir no cockpit ou sentados nos lugares dos assistentes de bordo. Por muito fascinante que possa parecer, viajar no cockpit é na verdade uma seca; raramente se pode fazer barulho, os assentos são desconfortáveis e o espaço é quase claustrofóbico. Se alguém perturbar o Comandante ou o Co-piloto, sofrerá as consequências. (Co-piloto esse, que desta vez era bem giro!)

Felizmente eu e o meu irmão acabámos por arranjar lugar na Executiva, o que é sempre um prazer ;D E a tripulação era jovem, logo não haviam as típicas hospedeiras pré-históricas que nos cumprimentam com um grande sorriso amarelo "Oh, são os filhos do Comandante! Tão crescidos! Já foram a Nova York?" e passam o voo todo a perturbarem-nos quando tentamos adormecer com perguntas do género "Quer alguma coisa para beber? Que tal foram as notas na escola este ano? Não quer ir lá à frente falar com o pai?".

-.-'

 

Uma das vantagens de viajar na Executiva é que temos uma televisão com vários canais à disposição, cada canal com um filme diferente. Os únicos que eu conhecia eram o Star Trek e o 17 Again, e como já tinha visto o Star Trek no cinema (e adorado) decidi dar uma hipótese ao Zac Efron, a quem eu torço o nariz desde sempre.

Então não é que afinal ele nem é mau actor? Devo admitir que até gostei do filme, e que o Efron me surpreendeu pela positiva.

 

Durante a aterragem, eu nem queria acreditar na paisagem lá em baixo. O avião sobrevoou Massachussets antes de se dirigir ao destino final, pelo que pude apreciar da minha janela as centenas de lagos que pareciam multiplicar-se lá em baixo.

E antes que eu desse por isso, tinhamos aterrado no aeroporto de Newark.

 

Agora, quando eu digo que vou a Nova York não quero necessariamente dizer que fico em Nova York. Na verdade fico em Newark, uma cidade de New Jersey perto da fronteira com NY, que só por acaso era famosa há uns anos atrás por ser a capital norte-americana do crime e ainda hoje é considerada uma das comunidades mais perigosas.

Mas é muito mais glamoroso dizer New York porque é lá que passo os dias.

 

E lá fomos nós até ao Hilton. Que mais uma vez, não é tão glamoroso como pode soar, é na verdade um hotel velhíssimo com uma decoração pirosa e do outro lado da rua da Penn Station. O nosso quarto tinha vista para os exaustores, com a respectiva banda sonora. Mas as camas são do mais confortável possível! Eu ainda quis trazer o colchão comigo de volta para Portugal, com a meia-dúzia de almofadas e edredon de penas incluído.

*-*

 

Mas ficámos pouco tempo no hotel, até porque já eram 5 da tarde. Foi só o tempo de deixarmos lá a mala e do meu pai mudar de roupa, e depois apanhámos na Penn Station o comboio/metro até à estação do World Trade Centre.

 

Daí demos uma volta pela cidade, entrando ocasionalmente em lojas até chegarmos a Chinatown. Eu queria ir até East Village, que é a minha zona preferida, mas o meu irmão teimou que queria ir comprar um relógio a Chinatown. Escusado será dizer que acabou por não comprar nada.

 

Já eu e o meu pai estávamos fartos de entrar em tanta loja por causa do meu irmão (isto já ao pé da Broadway) quando decidímos que estava na altura de irmos até ao South Street Seaport. Estavamos a atravessar a rua quando começámos a sentir uma das melhores e mais reconhecíveis fragrâncias do mundo: Abercrombie cologne. Hmm...

Entrámos então na Abercrombie & Fitch, uma das minhas lojas de roupa favorita. O ambiente é muito casual: música alta, luzes suaves, perfume irresistível, assistentes descontraídos (e lindos de morrer!!) e roupa simples mas apelativa (embora um pouco mais cara - se bem que se convertermos para euros, os preços são acessíveis.).

A Abercrombie da 5th Avenue é então a melhor loja do Universo. Um pedaço do Paraíso na Terra. Lá a música é mais alta, as luzes mais escassas, o perfume mais intenso, a roupa tem mais variedade e o mais importante de tudo: verdadeiros deuses em tronco nu. Sabem o que é um rapaz podre de bom em tronco nu e giro que nem uma estrela de cinema vos vir perguntar se precisam de ajuda? Uma pessoa nem sabe bem o que responder, porque todas as respostas que lhe ocorrem não têm nada a ver com a roupa que estão a escolher! Se é que me entendem.

 

Mas desta vez não fomos a essa A&F, logo foi mais fácil eu concentrar-me em conseguir qualquer coisa a um preço que não fosse fora do orçamento, e lá consegui sair da loja com uma camisola decotada azul-escura.

 

Seguimos então para o centro comercial de South Street Seaport, onde o meu irmão pediu sushi enquanto que eu e o meu pai dividimos dois pratos monstruosos de nachos e tacos de um restaurante mexicano dirigido por chineses.

Jantar em South Street Seaport é deslumbrante, com os prédios mais bonitos de Downtown de um lado e o rio Hudson, a Brooklyn Bridge e Brooklyn  do outro.

Depois do jantar voltámos ao World Trade Centre, onde apanhámos o comboio/metro de volta a Newark de barriga cheia e pés doridos.

 

No dia seguinte acordámos às 5:30 da manhã locais. Lá fora a cidade ainda estava coberta por um céu de uma tonalidade de azul escuro fascinante, na televisão eram anunciadas as últimas novidades sobre o furacão Danny, e os exaustores continuavam a fazer uma barulheira infernal. Eu deixei-me ficar embrulhada na melhor cama do mundo por uns minutos, até o meu pai revelar um pacote monstruoso de american cookies (as minhas preferidas!) que tinha comprado no dia anterior. Ataquei as bolachas e estávamos prestes a sair do quarto quando oiço a televisão dizer "Good morning, Iness!"

O.o

Estaria o senhor da metereologia a falar comigo? Falso alarme: a outra senhora da metereologia é que se chamava Ines qualquer-coisa. xD Mesmo assim, eu e o meu irmão rimo-nos ainda por um bocado.

 

Apanhámos o comboio/metro para a 33rd Street, onde chovia quase torrencialmente e o céu não dava sinais de melhoria. Entrámos numa 99 cent Store, mais pela piada, mas acabámos por sair de lá com várias compras. Pouco ou mesmo nada se vendia a 99 cêntimos, mas os preços não subiam muito mais - e embora fosse uma loja de coisas baratas, tinha direito a três andares. O meu irmão agarrou num frasco de manteiga de amendoim, o meu pai procurou por guarda-chuvas e depois apontou para uma zona que vendia livros. Eu ainda gozei, dizendo que só deviam haver livros esquisitos, quando vejo um livro da Meg Cabot que sempre quis ler: Airhead. Nem quis acreditar quando vi que apenas custava 5 doláres! O livro foi um best-seller! Peguei nele e adicionei-o ao cesto de compras.

 

Depois seguimos até à Borders perto do Madison Square Garden. Para quem não sabe, a Borders é uma loja de livros, imprensa, filmes e CDs. Assim um pouco como a Fnac, mas concentra-se mais em literatura. E obviamente, eu perdi a cabeça. Como já lá tinha estado das outras vezes, assim que entrámos o meu pai nem estranhou eu ter ido a correr para o andar de cima. É lá que estão os livros YA, Young Adult, que cá em Portugal pouco se traduzem. E como eu sigo vários blogs sobre novidades YA nos Estados Unidos, já tinha uma lista de livros para considerar. (Incluindo o Airhead que espero que tenha as páginas todas.)

Comecei a entrar em curto-circuito. Todos os livros me pareciam interessantes! E depois haviam várias séries de livros, como a Private, a Privilege,... os livros de Gossip Girl tinham capas lindas!

Procurei primeiro pelo livro número um da minha lista: Psych Major Syndrome, de Alicia Thompson. E encontrei :) Depois procurei pelo The Mediator Series: Twilight de Meg Cabot, mas para grande desilusão não havia! Só me falta mesmo aquele para completar a colecção!

Uma das autoras em destaque na secção YA era Sarah Dessen, pelo que procurei pelos livros dela e o Along for the Ride chamou-me mais a atenção pela capa. E depois de ler a sinopse, não resisti em agarrar nele. Como não me podia exceder mais, despedi-me com tristeza da secção YA e fui ter com o meu pai e o meu irmão ao café da Borders, onde pedi um cappucino e um brownie delicioso. Ainda pude dar uma última volta depois do pequeno-almoço, e fui confundida por uma assistente de vendas da loja. Quem me dera puder trabalhar na Borders!

Antes de sair peguei num exemplar da NYLON, e seguimos até lá fora para mais um shopping spree.

 

GAP, H&M, American Eagle, Forever21,... Acabei por comprar apenas uns jeans na GAP e uma hoodie da AE. Gostava de ter comprado um vestido e uma trenchcoat que tinha visto no site da Forever21, mas:

1) A loja parecia uma feira, tal era a confusão. Com a excepção de que as feiras não costumam ter paredes pintadas de rosa-choque.

2) As filas para pagar eram gigantes. E quando eu digo gigantes quero mesmo dizer filas de quinze metros, sem exagero.

3) O tecido da saia do vestido era meio estranho, como se fosse plástico ou impermeável...

4) Não havia a trenchcoat. Snif. Tinha sido removida do catálogo.

5) Não vi mais nada que valesse a pena esperar 30 minutos para pagar. (Até porque não tinha esse tempo para queimar.)

6) Há com cada roupa extravagante e absolutamente ridícula que se torna difícil encontrar algo que se aproveite. A partir do site tudo parece bonitinho, mas na loja há muito mais por onde [não] escolher.

 

Já exaustos e atrasados, corremos (literalmente) até um restaurante que se tornou um dos meus preferidos de sempre: IchiUmi. Como o nome deixa adivinhar, é um restaurante japonês que serve rodízio do mais variado sushi e gastronomia japonesa. Amei!! Simplesmente delicioso!

 

Depois lá voltámos para Newark, onde dormimos uns minutos antes de deixarmos o hotel às 4 da tarde, para voltar a Lisboa.

 

E eis a minha mini-estadia em NYC resumida. :D

Peço desculpa pelas poucas fotos, mas não houve tempo para parar e tirá-las como deve de ser, por isso quase nem tirei nenhumas - além de que no segundo dia estive mais ocupada a agarrar no chapéu de chuva que na câmara.

 

dream on,

Nessie

 

fotos © Nessie @ nessieontherun.blogs.sapo.pt

 


mood: com saudades...
tune: gentlemen - Teddy Geiger


: Nessie @ 10:13

Qua, 26/08/09

 

Despeço-me assim à pressa porque amanhã vou para Nova York e volto no Sábado de manhã.

O meu pai deve-me vir buscar a qualquer momento e não vale a pena eu levar o Toshiba atrás só por um dia - embora eu não saiba como é que eu hoje vou sobreviver sem internet.

 

See you when I see you!

 

dream on,

Nessie


mood: about to be at home
tune: new york new york - Frank Sinatra


: Nessie @ 16:07

Qua, 19/08/09

Ultimamente não se tem passado nada de especial. Tenho andado a preparar posts aleatórios para postar, mas neste momento estão todos a apanhar pó nos rascunhos.

 

Pensamentos do dia...

 

- A minha mãe sequestrou o meu CD do John Mayer, Continuum. Sempre que o peço de volta ela começa a suspirar "Mas as músicas são todas tão giras..." - isso sei eu, fui eu que comprei o CD --' xD

 

- O meu Toshiba já faz mais barulho que a máquina de lavar a roupa. Se ele explodir e eu perder tudo o que tenho aqui dentro vou processar o programa e-escolas e comprar um MacBook. (e terei de começar tudo de novo... textos, imagens, músicas, vídeos... por favor nunca rebentes, Toshiba!)

 

- Tenho ido depois do jantar até casa de uma amiga-de-longa-data da minha mãe que se mudou para o andar abaixo do nosso apartamento. Bebo Bailey's com gelo à borla e oiço histórias dos tempos em que elas apanhavam boleia de desconhecidos e chegavam ao destino intactas. (seriously, o que é que aconteceu à nossa geração??)

 

- Vou passar uma noite a Nova York, mas não tenho a certeza do dia... sei que é no final do mês e que o vôo vai cheio o.O (com sorte ainda apanho o Chace, a Blake e a Leighton a gravarem uma cena de exteriores?)

 

- O meu pai tem andado a contar-me umas coisas interessantes a respeito do passado dele desde que eu lhe disse que tenho medo de escolher o curso superior errado. Devo dizer que me surpreendeu...

 

- Vou no Capítulo 21 da fic Nerissa Gaunt, da fabulosa Dreamer que não pára de me surpreender! I LOVE THIS HARRY POTTER FANFIC! Quando chegar ao último capítulo postado adianto mais impressões, quero fazer um comentário digno da história ;D

 

- A minha fic de SPN já está próxima do fim, e se continuar tão inspirada como ultimamente podem esperar o primeiro capítulo no Notebook of a Runaway ainda em Agosto!

 

- Logo à noite vou ao jantar de aniversário de uma das minhas melhores amigas. PARABÉNS SUE!

 

 

 

A Dreamer passou-me um desafio que anda a circular pelos blogs. Obrigada!

 

Regras:

1. Indicar cinco desejos:

                                       - Acabar de escrever todos os livros/histórias que tenho idealizadas.

                                       - Tirar um 'gap year' entre o liceu e a faculdade para viajar e trabalhar.

                                       - Viver em Londres.

                                       - Viver em NYC.

                                       - Nunca me arrepender de nada e ser feliz!

2. Enumerar cinco blogs de que gosto, e aos quais passo o desafio:

                                       - Mollie, Mollie's Blog

                                       - Izzie, Jane's Tea Party

                                       - mia, Bitches in Tokio

                                       - Joannie, Lipstick Journal

                                       - rasp;, 04.30

(peço desculpa se já vos foi passado o desafio anteriormente, eu tive isso em conta mas nunca se sabe...)

 

Quais são os vossos pensamentos do dia?

 

dream on,

Nessie

 

 


mood: chillin' ;)
tune: i will possess your heart - Death Cab For Cutie

quote de descrição do blog: últimas palavras de François Rabelais, segundo o livro Looking for Alaska (John Green) imagem do cabeçalho via catfromjapan.tumblr.com
Apenas possuo imagens publicadas no meu blog quando mencionado. Todas as restantes - a maioria delas - são retiradas da internet.
"I go to seek a Great Perhaps.
mais sobre mim
contacto
nessieontherun@gmail.com

bloglovin
links