: Nessie @ 16:53

Ter, 29/12/09

 

Scattered shadows on the wall, you watch the long light fall
Some impressions stay and some will fade
Tattered shoes outside your door, clothes all on the floor
Your life feels like the morning after all year long.

Every day it starts again
You cannot say if you're happy
You keep trying to be
Try harder, maybe this is not your year.

Movies, TV screens reflect just what you expected
There's a world of shiny people somewhere else
Out there following their bliss
Living easy, getting kissed
While you wonder what else you're doing wrong

Breathe through it, write a list of desires
Make a toast, make a wish, slash some tires
Paint a heart repeating, beating "don't give up, don't give up, don't give up."

 

So long, farewell 2009.

O ano mais difícil da minha vida está prestes a chegar ao fim.

Lágrimas derramadas, vencidas, reencontradas e superadas.

Desespero e esperança de mãos dadas, competindo entre si.

Segredos e revelações.

As mais inesperadas desilusões.

Momentos de reflexão que levaram a conclusão nenhuma.

Desabafos. Mentiras.

Colapso.

Recomeço em ruínas.

E pelo caminho, apercebermo-nos de que somos dotados dos defeitos que sempre abominámos nos outros.

Sentimos na pele o que pensavamos ser apenas sentido no papel, e de repente passamos a dar um sentido literal às metáforas.

Ignoramos. Quando se torna demasiada carga, explodimos.

E depois procuramos perdão, em nós e nos outros, rastejamos com um peso na consciência que não dá sinais de algum dia aliviar.

Mas com sorte, não estaremos sozinhos.

Com sorte, teremos momentos de distração.

Com sorte, seguimos em frente.

What doesn't kill us makes us stronger, Friedrich Nietzsche disse.

Por isso 2009, já me ensinaste o suficiente.

Get the fuck out of my way.

 

2010, give me your best shot.

 

carry on,

Nessie


mood: farta de 2009
tune: not your year - The Weepies


: Nessie @ 16:44

Qui, 15/10/09

 

Não é justo.

 

Uma pessoa pensa que já está tudo encaminhado para um bela viagem de finalistas de nove dias em Palma de Maiorca e começa logo a fazer a festa! Vai de falar com o "Salim" (como lhe chamamos), um dos espanhóis que conhecemos em Bristol, e informá-lo de que vamos na Páscoa até à sua cidade. Segundo a Maggie (que foi quem falou com ele no MSN) ele ficou logo todo feliz porque mais ninguém que ele conheceu em Bristol era de Palma, e quer muito voltar a ver-nos.

Grande viagem de finalistas que nos esperava! Nove dias sem adultos (que os professores não se responsabilizam para virem connosco), alunos do 12ºano à solta numa das zonas mais animadas de Espanha e ainda por cima nós na companhia de um nativo que conhece aquilo de alto a baixo!

 

E hoje vêm-nos dizer que afinal vamos é para Ibiza, que arranjaram um contracto com uma agência qualquer com um preço óptimo e temos direito a tudo e mais alguma coisa. E nem nos dão a hipótese de votar.

 

Tudo bem, viagem de finalistas em Ibiza também vai ser fantástico, isto e aquilo. Mas eu agora já tinha metido na cabeça que ia ver o 'Salim'!

 

O que vale é que assim que nos virmos com a carta de condução e um carrinho, eu e as minhas amigas vamos fazer uma roadtrip até Biarritz e aí passamos por Palma (e por Valência, que eu também quero visitar o 'Jamal' - outro espanhol de Bristol).

Mas nove dias... com os finalistas todos... isso é que era.

 

Ainda por cima eu sonhei em Agosto que a viagem era em Palma. E nesse sonho até estava presente um ex-colega que estudava noutro liceu, por isso pensei "wtf, porque é que ele haveria de estar na nossa viagem de finalistas?" mas depois, magia!, ele muda-se para a nossa escola. Por isso até pensei que pudesse ter um poder especial para premonições e assim o meu sonho ia concretizar-se.

Mas se eu fosse a pensar assim, também posso ficar à espera de um concerto dos The Last Shadow Puppets em que o Alex Turner me chame ao palco para substituir o Miles e cantar com ele a 'Meeting Place' (sonhei com isto hoje, foi o melhor sonho de sempre! *-*)

 

dream on,

Nessie


mood: chateada.
tune: meeting place - The Last Shadow Puppets


: Nessie @ 18:11

Sab, 22/08/09

A história basicamente é esta: a madrasta grita comigo por algo que eu não fiz, eu refugio-me no meu quarto antes que a minha mão direita fale por mim e o meu pai vem ter comigo a dizer-me que eu tenho de lhe pedir desculpa.

Obviamente, eu não vou.

Não é só por ser uma Carneiro teimosa. É por ser uma Carneiro com bom sentido de justiça como já há poucos.

O argumento do meu pai? A minha madrasta é adulta e não se pode faltar ao respeito.

A minha resposta? A minha madrasta não se comportou como uma adulta e eu não lhe faltei ao respeito.

 

O que leva o meu pai a afirmar que está desiludido comigo.

Mas isso já eu sabia.

 

Depois diz-me que há uns tempos que eu ando diferente, e que as pessoas - nomeadamente a madrasta, ah pois não - o ressentem.

 

Claro que estou diferente! Os meus pais divorciam-se, o meu pai casa-se com uma mulher que tem um filho 6 anos mais novo que eu super mimado, tive recentemente uma meia-irmã 17 anos mais nova filha da madrasta e do meu pai, a minha mãe desempregada fica sem pensão e eu estou a um ano de acabar o liceu, metida no meio disto tudo.

Como é que queriam que isto tudo não me afectasse?! Teria de ser ou muito insensível ou muito forte, e não sou nenhuma. Ou então seria perfeita - e corre o rumor de que ninguém o é.

 

 

 

 

Por isso ontem o meu pai mandou-me ir dormir a casa dos meus avós como se eu fosse uma sociopata.

E agora a madrasta diz que quer ter uma conversa comigo. Eu estou para ver.


mood: dor de cabeça insuportável
tune: beautiful disaster - Jon McLaughlin

quote de descrição do blog: últimas palavras de François Rabelais, segundo o livro Looking for Alaska (John Green) imagem do cabeçalho via catfromjapan.tumblr.com
Apenas possuo imagens publicadas no meu blog quando mencionado. Todas as restantes - a maioria delas - são retiradas da internet.
"I go to seek a Great Perhaps.
mais sobre mim
contacto
nessieontherun@gmail.com

bloglovin
links