: Nessie @ 21:59

Qua, 25/07/12

 

Ontem lá estive no concerto de Bon Iver. Já os oiço há uns tempos e rapidamente se tornaram um dos meus favoritos, mas as músicas tornaram-se ainda mais especiais na ocasião do meu Erasmus, quando recorri várias vezes à discografia desta banda para lidar com os vários estados emocionais por que passei; Antes da partida, durante a estadia, e após o meu regresso, Bon Iver funcionou como um refúgio. Lembro-me de ouvir bastante durante o último Inverno para enfrentar a ansiedade do primeiro semestre e para me acompanhar na longa espera pelo começo da minha experiência no estrangeiro. Quantas vezes as melodias não me acompanharam no meu caminho para o campus em Southampton, ao longo da The Avenue e entre as árvores do Lovers Walk, pela simples razão de me parecer a música de fundo mais apropriada ao cenário quer estivesse frio ou um agradável dia de sol. Quando soube que a banda iria passar por Portugal em Julho, fiz uma grande festa (à qual as minhas housemates responderam com um doloroso "Never heard of them") e implorei ao meu pai que pretty pretty please, me comprasse o bilhete logo no primeiro fim-de-semana em que os puseram à venda porque não iria aguentar ficar de fora. O meu pai fez-me o favor, e a certeza de que tinha lugar no concerto só contribuiu ainda mais para que o meu iPod os tocasse até à exaustão - se tal fosse possível.

 

E deixem-me que vos diga, esta é uma banda que sabe dar um grande espectáculo. Desde o cenário do palco, às instalações de luzes, os instrumentais que não constam em CD, uma setlist que excedeu as expectativas, e a presença poderosa que só pode ser sentida ao vivo, Bon Iver preencheu todos os requisitos para uma das melhores noites de música de sempre. Após já ter visto "os meus" Mumford & Sons também neste mês, esta foi a cereja no topo do bolo. E posso ter-me apaixonado um bocadinho pelo Justin Vernon, porque tenho um fraquinho por singer-songwriters que tocam guitarra e piano, e para mais humilde e com sentido de humor.

O meu coração quase se partiu quando eles abandonaram o palco sem terem tocado a minha favorita, mas dois minutos depois regressaram para o encore que abriram precisamente com a The Wolves (Act I and II) e foi lindíssimo. Saí do coliseu de alma leve e cabeça nas nuvens.

E a querer mais.



Dante @ 23:24

Qua, 25/07/12

 

Acho que nunca ouvi nenhuma música dos Bon iver antes, mas este post deixa-me com imensa vontade de experimentar ;)
Parece ter sido um grande concerto. Glad you had fun!


Nessie @ 23:29

Qua, 25/07/12

 

mas isso é terrível, tens mesmo de ouvir! :)

Dante @ 15:14

Qui, 26/07/12

 

Ok, já ouvi algumas músicas deles e gostei bastante. Por enquanto, as minhas preferidas são a "Skinny Love" e a "The Wolves" :)


Ritz @ 23:51

Qua, 25/07/12

 

*envy all over me*
<_<

Michelle @ 00:10

Ter, 31/07/12

 

deve ter sido lindo...

quote de descrição do blog: últimas palavras de François Rabelais, segundo o livro Looking for Alaska (John Green) imagem do cabeçalho via catfromjapan.tumblr.com
Apenas possuo imagens publicadas no meu blog quando mencionado. Todas as restantes - a maioria delas - são retiradas da internet.
"I go to seek a Great Perhaps.
mais sobre mim
links