: Nessie @ 15:00

Qua, 29/02/12

 

As minhas desculpas pela falta de actualizações, mas eu adoro Inglaterra e Inglaterra adora-me, por isso tenho dedicado mais o meu tempo a esta relação que por incrível que pareça já dura há pouco mais de um mês.

Vamos lá aproveitar que tenho de escrever um essay de 2000 palavras para procrastinar.

 

 

Ora, onde é que nós íamos? Acho que posso começar pela sexta-feira passada.

Às sextas-feiras tenho duas aulas, ambas de Inglês - uma das 11h às 12h e outra (get this) das 15h às 17h (numa sexta okay,) - com uma turma que adoro. A aula da manhã tem uma turma mais pequena, e depois à tarde os alunos do nível 6 juntam-se para uma sessão em conjunto. Portanto na sexta-feira estava eu à porta da sala pouco antes da hora (porque quando as aulas são no Avenue Campus, como é o caso, prefiro ir a pé em vez de apanhar o autocarro, o que me leva uns 20 minutos de caminhada entre árvores e esquilos) a apreciar o meu café matinal quando chega o meu colega Carlos, de Espanha. Da primeira vez que o vi ele fez-me lembrar imediatamente o Danny vocalista dos The Coronas, e quando nos estávamos a apresentar ele mencionou que tinha uma banda e eu vi logo que só podia ser boa pessoa. (Kidding. Mas a sério, é um porreiro.) Estava-me a contar que na noite anterior tinha ido ao Stag's, o student bar do Highfield Campus, e tinha ficado tão bêbado que o puseram a cantar karaoke a noite toda. Eu mencionei que o mesmo me acontece a mim, quando bebo só me apetece cantar karaoke, e ele disse que para a próxima devíamos combinar um grupo maior e ir todos juntos - coisa que ainda está para se realizar porque entretanto só daqui a umas duas semanas é que isso será possível da minha parte.

 

Faltei à minha aula da tarde porque às 15h eu e a minha housemate alemã juntámo-nos à Portsmouth trip organizada pela sociedade de Erasmus. De início não queria muito ir, mas como a minha housemate estava super entusiasmada e não tinha ninguém que fosse com ela, acabei por me render. O plano traçado pela sociedade consistia em três horas para fazer compras no outlet (o que acreditem ou não, para mim foi um sacrifício porque nunca tenho muita paciência para compras) e depois íamos até a uma coisa chamada Playzone até às 23h. A Playzone é exactamente aquilo que podem concluir pelo nome- sabem aqueles parques com construções acolchoadas, escorregas vertiginosos, cordas e afins onde são organizadas festas para crianças? É isso, mas às sextas feiras à noite é exclusivo para adultos e jovens. Divertimo-nos imenso, e adorei passar tempo com ela depois de já ter passado algum tempo com a minha outra housemate espanhola. Ela até me disse que estava feliz por eu me ter mudado lá para casa, o que significa imenso para mim que normalmente sou toda awkward e nunca tinha dividido casa com "estranhos" antes desta experiência.

Também estou a adorar viver com elas. Ainda no outro dia estávamos as três na cozinha cada uma a fazer o seu almoço quando a espanhola teve a brilhante ideia de nos mostrar um vídeo dos LMFAO, o que nos deixou a dançar que nem umas parvas durante meia-hora e agora não conseguimos tirar o raio das músicas da cabeça. (Ver título do post.)

 

No fim-de-semana esteve um tempo extraordinário, sol o dia todo e temperaturas amenas - e eu fechada em casa porque tinha de ler o Jacob's Room para a minha lecture de segunda-feira e só consegui arranjá-lo em pdf. No domingo lá saí à tarde para me juntar a umas amigas no cinema da uni, onde vimos o My Week With Marilyn.

 

Em relação a este meu problema- ontem consegui participar na aula sem corar (demasiado.) Yay progressos! Por esta altura o meu professor deve pensar que estou apaixonada por ele ou assim - coisa que a minha querida mãe fez questão de comentar quando lhe contei destes episódios pelo skype, ao qual respondi "Eu sei, obrigada por reforçares essa possibilidade" e ela perguntou "Mas que idade é que ele tem?" e eu "Aí é que está o problema, se ele fosse velho eu nem me importava com o que ele pensa, mas não acredito que ele tenha mais de 10/12 anos que eu," seguido de um ataque de riso pela parte dela a tentar imaginar a situação. Ainda bem que os momentos embaraçosos da minha vida pelo menos divertem as pessoas - por isso concentrei-me em dizer as coisas de forma clara e directa, e parecer o mais natural possível (i.e. calar aquela vozinha irritante na minha cabeça que não me larga quando tento falar para a aula e que me lembra constantemente de que estou um bocado nervosa.)

 

Ontem foi também o aniversário da minha amiga Andrea, pelo que ela fez outro jantar lá em casa. Desta vez foi ao contrário, ela forneceu as bebidas e cada um dos convidados levou comida - embora sejamos sinceros, poucos de nós resistiram a levar mais álcool. Acho que desta vez fomos mais, e estava também presente o namorado da Julia, que veio cá visitá-la por uns dias.

 

Os housemates da Andrea fizeram-lhe uma surpresa ao encher a sala-de-estar com balões gigantes. O Shawn, o inglês, comprou-lhe uma caixa gigante de donuts e o holandês (que não sei soletrar o nome, peço desculpa,) fez questão de nos fazer crepes com nutella para todos - só ficámos a sentirmo-nos um bocadinho mal porque por muito que lhe disséssemos para se juntar a nós ele não saiu da cozinha. Nós juntámo-nos todas para oferecer à Andrea um voucher para uma visita a Stonehenge, uma vez que desde o primeiro dia que ela menciona o quanto gostava de lá ir, e ela adorou. No final do jantar jogámos ao "Who Am I?" - eu acertei no meu, era a Snow White, - e depois tivémos de sair de casa a correr para apanhar o autocarro.

Nem todos seguiram do jantar para o centro, pelo que éramos apenas oito nesta altura. Queríamos ir ao Sobar, um dos clubs mais populares entre os estudantes daqui (juntamente com o Jesters a que toda a gente vai mas ninguém gosta e só dizem mal,) mas às dez da noite já aquilo estava cheio e por isso tínhamos uma fila de cerca de 40 minutos de espera pela frente. Repito, às dez da noite. (Em Inglaterra é assim, o que é que se há de fazer.) O Shawn sugeriu que fossemos até a um bar ali ao lado beber uns copos e tentássemos entrar mais tarde para não termos de esperar na rua, por isso lá fomos. Juntou-se a nós a Alejandra (do México) e ainda lá estivemos cerca de uma hora à conversa - que foi quando descobrimos que a Andrea também tinha estado no Stag's na quinta-feira passada, e por coincidência chegou mesmo a cantar com o dito Carlos no karaoke. Às tantas sentou-se entre mim e a Andrea um inglês (também ele já com uns copos em cima) a tentar convencer-nos a entrar num concurso que estava a decorrer no Jesters. Só que entretanto ele ficou fascinado por estarmos tantas nacionalidades diferentes na mesma mesa, e ainda ficou lá a fazer conversa e só nos vimos livres dele passado um bom bocado.

 

Lá pelas 23h30 decidimos voltar a tentar o Sobar, onde entrámos passado uns minutos de espera. E foi uma confusão.

Primeiro, mal entrámos uns desapareceram para a casa de banho, outros foram buscar bebidas, outros foram à procura do bengaleiro. Fiquei algum tempo com a Lea e o Pascal (ambos alemães) até a Andrea e o Shawn chegarem do bar com um copo extra de vodka lime que acabei por beber sem saber muito bem para quem era suposto ser. A Andrea estava a queixar-se que aquilo não sabia a álcool, e começámos as duas a reclamar das bebidas em Inglaterra (mais uma vez.) O Shawn começou a chamar-me espanhola só para ter uma reacção - e pelos vistos eu torno-me bastante patriota quando bebo - seguido de abraços e palmadinhas condescendentes. Passou a noite toda a comentar que se sentia deslocado no meio de tanta gente "estrangeira" e por isso de vez em quando lá nos mandava umas bocas.

Gostei do Sobar, o espaço é bom e inclui um courtyard razoável nas traseiras. Adorei a música porque em vez de passarem as mesmas músicas que se ouve em todo o lado todas as noites (e é tal e qual aquelas que também passam em Portugal) passaram músicas mais alternativas e indie, incluindo a "When The Sun Goes Down" à qual eu e a Andrea dançámos que nem umas loucas e um remix bonzinho da "Somebody That I Used to Know" que me deixou completamente eufórica.

Perdemo-nos uns dos outros uma data de vezes, e só ficámos todos juntos mesmo no final. À hora de fechar (duas da manhã lol) lá voltei para casa, e nem me consegui despedir de ninguém sem ser da Ingrid porque bastaram 30 segundos de irmos buscar os casacos para voltarmos a perder os restantes de vista.

 

Hoje ainda tive uma aula ao meio-dia e queria ter aproveitado para dormir uma sesta antes de me dedicar ao meu essay, mas as minhas prioridades estão sempre todas trocadas e acabei por gastar mais tempo a escrever isto do que estava à espera. Agora já está na hora de fazer mais pesquisa, mas preciso mesmo de uma sesta primeiro. E peço desculpa pela forma confusa como este post está escrito, mas quando faço isto à pressa tenho tendência a escrever da mesma maneira que falo.

Cheeri-o!

 

novos posts

 




Maggie Black @ 19:47

Qua, 29/02/12

 

Só para que saibas, acabei de morrer de inveja....

1º - Estás em Inglaterra
2º - Eu estou deprimida em casa
3º - Não saio e bebo desde da passagem de ano (-.-')


Por isso é bom que saibas que deixas-te uma amiga com a maior dor de cotovelo possível.

LOL.


Nessie @ 19:50

Qua, 29/02/12

 

maaaas daqui a um mês estás aqui comigo! :D só é uma pena vocês virem na semana em que toda a gente vai viajar, adorava que conhecessem algumas pessoas. se bem que acho que pelo menos a ingrid deve estar em londres pela mesma altura, mas vai estar com a mãe e a irmã por isso ainda não sei...

estás deprimida porquê? :(


Maggie Black @ 21:28

Qua, 29/02/12

 

Porque ultimamente mal saio de casa....
E hj perdi o comboio e acabei por nem ir a fac... bah!


annarita @ 21:08

Qua, 29/02/12

 

continua a divertir-te e a contar as novidades :)


Menina ImPerfeita @ 21:46

Qua, 29/02/12

 

a tua aventura em inglaterra parece estar tornar-se cada vez mais divertida, e ainda bem. aproveita cada momento. depois de ler o teu post, fiquei contente por não ser a única a delirar com a música :P e ao facto de dançares que nem umas malucas com as tuas amigas, acho que todas as gajas fazem isso em eramus. eu pelo menos fazia e amava ;)


Nessie @ 21:56

Qua, 29/02/12

 

isto de dançar à maluca já fazia regularmente, mas é sempre bom ter quem me acompanhe ;)

beijinhos


Babs @ 15:02

Sex, 02/03/12

 

a tua reacçao a isto "à hora de fechar (duas da manhã lol)" é tipo gpoy. no outro dia no pub praticamente meteram-nos de la para fora à meia noite xD

ps: foste tu q fizeste uma apresentaçao sobre o harry potter para a faculdade right? sera que ainda tens alguma coisa guardada? vai ser o tema do meu grupo para british society and culture :D

(one week left!!)


Nessie @ 15:07

Sex, 02/03/12

 

haha na escócia também nos expulsaram de um pub à meia-noite (basicamente estivemos lá por vinte minutos...)
fiz sim, ainda devo ter o powerpoint guardado algures, e se não tiver sempre posso pedir à minha colega que tem de certeza. queres dar-me o teu email por DM no twitter, ou como preferes?

(one weeeeeeek!)


Babs @ 15:36

Sex, 02/03/12

 

oki, muchas gracias, ja enviei dm

~voltando ao assignment para financial economics xD~

quote de descrição do blog: últimas palavras de François Rabelais, segundo o livro Looking for Alaska (John Green) imagem do cabeçalho via catfromjapan.tumblr.com
Apenas possuo imagens publicadas no meu blog quando mencionado. Todas as restantes - a maioria delas - são retiradas da internet.
"I go to seek a Great Perhaps.
mais sobre mim
links